B L A D A - UM CAMPION DE LEGENDA

Geraçon ta sucedê geraçon na sequença de espace tempe, uns ta ba ta morrê, otes ta ba ta fecá, pa podê cuntinuá ta passá quel mensaja dexode pa más bedje, sô pa ca dexá Cultura de nôs terra morrê.

Assim, gente que vivê naquel tempe inda praticá tude quês modalidade desportive que sempre fazê parte de Cultura Inglês, quês trazê ma ês pa nôs Ilha de Soncente-Cab Verd e que dali passá também ta fazê um poc parte de nôs Cultura.

Na tempe, antes de criaçon d’A.D.B. (Associaçon Desportive de Barlavente) desporte na Soncente tinha um ote dimenson, mesme na corrente de campionate local, e tcheu moblidade, quê log que ta tinha vapor de guerra dum qualquer naçon na Baía de Porte Grande, era dia de festa na terra, quê ta tinha marinher tcheu na terra que tava animá tude quês Bar ta tmá drink e também, log ta tinha nu’ar quel espirte de tude espece de competiçon.

Enton, Damatinha c’sê dinamisme de custume, sempre active que ca tinha dôs, tava bem de borde log c’recode pa terra e tava cunsigui organisá pa rapte, jogue de Cricket que dantes era na Salina ma depôs passá ta ser na Tchã de Cricket ô Tchã de Montessusegue ijdode pa sê grande cumpade e amigue Nhô Tomás Djidjula. Siguide de Football, Golfe, Rugby (tchmode na terra jogue de carnirim) etc...

Soncente ma tude sê pove tava vibrá durante quês dia de competiçon, quê tripulaçon de vapor de guerra tava fecá sempre espantode c’capacidade de nôs atleta que tava dás réplica forte e mute pôc vez tchegá de perdê jogue ma ês.

Ma depôs que A.D.B. bem parcê, el trazê ma el um data de chatice de regra, que foi moda um espece de balde d’ága friu que caí’n derriba, dá rebentá nôs c’tude aquel fuga de nôs atleta que sempre sube passá mensaja de manera positive de más bedje pa más nove. E, dali cumeçá morte de desporte naquel Soncente qu’um vez era sabe.

O qu’inda cunsigui salvo’n um csinha nôs situaçon desportive foi quel Alma que más bedje dexá pa más nove e cma Alma ca ta matode, inda Soncente cunsigui até certe ponte sobrevivê e guardá tcheu daquês modalidade desportive que mi e más otes compatriota inda otchá, ma o que certeza já esse mocidade de nove geraçon de hoje em dia já c’otchá.

Moral desportive, fui cosa que sempre fazê parte de nôs educaçon e malta jovem daquel tempe, ca tinha vice de femá nem bibê e tava popode tcheu pa podia ser “the best of the best”na tude competiçon que tava participode.

Era um tempe, qu’inda tava otchode sô malta fiscamente forte na qualquer competiçon e num qualquer equipa.E pa’m ca bai más longe, hoje m’ti ta bem falá bsote dum jogador legendar de Club Sportive Mindlense que tê hoje m’tem certeza ta lembrode del na mei desportive sobretude de football, embora el tava dá na tude desporte que parceba pal actuá.

Quem que tê hoje na vida desportive de Soncente e, mesme de Cab Verd tude inter, nunca uvi falá de legendar BLADA ijgador fiel de Club Sportive Mindlense e de Selecçon de Cab Verd, equipas quel defendê sês cor c’orgui e honra um monzada de vez contra Selecçon de Costa d’Africa?

Joaquim da Graça de sê nome de baptisme, fidje de Nhô Ambroze da Graça e Nha Rosa Maria Delgado, irmon de Funha que também ijgá na Mindlense, ma Hermine e Mária, nascê na Monte dia 2 de Fevrer de 1923.

Dês d’idade de 14 one, el cumeçaba ta ijgá na infantil de Mindlense, naquel tempe que Mindlense era done de “Pavilhon” ofericide pa John Miller natural de Liverpool-England e, ondê que tava praticode tude espece de desporte la dentre (tenis, ginásteca aplicode, pin-pong etc...).Pavilhon fui recuperode pa tropa (imprestode) ma depôs que tropa bai nunca más governe torná intregá Mindlense el.

Inda jovem, cma el ca tinha lugar naquel primerona de Mindlense el ba ijgá na sigunda, ma ca durá mute tempe, quê cma el era prop bom demás, ês proveital log e, dali el passá ta ijgá na primera de Mindelense, equipa quel cubri de gloria tê idade de 34 one e quel dexá c’tude honra na fim de sê carrera.

Rapaz modeste que vivê sempre na tude sê simplicidade rudiode d’amigues na vida de tude dia e desportive, dum fair- play sem igual na jogue, que tava inspirá respeite e admiraçon de tude sês rival. M’ca tem mimoria d’uvi dzê cma BLADA fui expulse de compe de jogue pamode malcriaçon ô agressividade.

No intante, era naquel tempe que ijgá footbal era mistide ser forte sobretude na disputa de bola. Basta tê pove tava dzê cma football n’era jogue de senhora. E, BLADA um ijgador que tava dá na tude lugar quês poba el ta ijgá, tonte na frente cma na linha media ô defesa, embora el tava ijgá más era na defesa, passaba na el n’era cosa facil e quês avançade d’otes equipa tava oiá boi.

M’ ta lembrá del ta contá sês manha na defesa que tude defesa ta praticá tê hoje em dia gatchode d’arbitre pal c’ oiá. Na ora de marcá corner, pô um gaje pê derrriba de pê ô enton metel dêde na boca de calçon, sempre c’cuidde na arbitre.

Blada home de força nem toure, era únique ijdagor que tava pô cabeça na bola, na boca de peça, na hora de marcá free-kick (livre). Um vez, um free-kick n’entrada d’area grande marcode pa Vidim Leite d’Académica que tava shutá forte e bem, gritá goal, ma el Blada já tava lá na boca de peça, el metê cabeça naquel forte tire de Vidim e Mindlense ganhá pa 2 x 1. Foi cosa que marcá Vidim pa tude tempe.


Blada campion, Blada heroi de mil e um tarde na Compe de Jogue ô Stadium da Fontinha moda Ivandrita nôs primer jornalista desportive, tava tchmal na sês relate c’certeaza. Sende football um jogue coletive, gente ca podê falá de Blada sem falá daquês tonte geraçon que passá na nôs grande Mindlense. Dês de tempe D’Adérito Sena ma sês irmon Aires e Alector, passode pa José Figueira, Placido Estrela, Dufega, Jon Doia, Oca, Licer,Teje, Tchasse, naquel ratrote que tude gente ta conchê.

Sempre na cuntinuaçon daquês team de Mindelense de Nitô, Manê Prete, Antunzim de Nha Chica Mari Chica, sês irmon Tola ma Ciznone e tontes ote etc. E, agora más um ratrote ta cumpanhá ês Storia pa recordaçon de quem que já esquecê, quê recordá ê vivê, de más um grande Mindlense que marcá naquel época.

De pê de esquerda pa direita: - Aderito Sena, Djunga Tchaquá, Futche, Tola, Tony de Picarone, Djunga de Nuninha, Eduardo de Fula, Xau de Nhô Pedre Teodora, BLADA e José Figueira.

De cocra na mesme sentide: - Pote, Niclau de Pinga, Lela de Raul, Tatoche de Picarone e Djusinha.

BLADA e sês cumpanher foi primer campion de football de Cab Verd na 1956 contra Travador d’Ilha de SanTiago, equipa que Mindlense sempre tinha um bom intercâmbie naquel tempe que tava ijgode pa amor a camisola e não pa dnher e tude quês ijgador tinha orgui na defendê sês camisola.

Quonde Blada sempre Mindlense tê morrer, dexá de ijgá football na Mindlense qu’idade de 34 one, cma el era impregode na Shell e Shell fazeba sê equipa, el ba ijgaba pa Shell pa ijdá Orlande de Bia Gacha ma Toi Beckly criá um espirte d’equipa e assim foi. E smeme assim, inda el dá sê best ta ijgá sende amdjor defesa de Shell.

Sem duvda quel foi um ijgador fora de serie, forte, dure nem rotcha ma dum fair-play ixemplar sem igual nem rival, estimode e respeitode de tude sês colega, rival mas não inimigue, footbulista. E tude mnine naquês juguinha de 10 trocada 20 cabada, tava gostá de ser sempre BLADA. Prova que mensaja de Blada tinha side bem passode del pa nôs jovem d’época.

Ma, SIC TRANSIT GLORIAS MUNDI (assim passam as glorias do Mundo)e nôs grande Leão do Norte, nôs broda Mindlense de gema Joaquim da Graça (Vulgue BLADA) c’idade qu’entral na corpe más alguns complicaçon de saúde, bem falecê na dia 24 de Moi de 1991 la Soncente - Cab Verd pa tristeza de nôs tude.


Zizim Figuera ( José Figueira, Junior)

V O L T A R


Comentário:

Obrigado Zizim Figueira por não deixares morrer gentes da nossa terra como Blada, Eduardo Fula, Lela de Raúl e todos os outro que estão ali na foto e os que mencionaste como Adérito Sena e José Figueira teu pai que de tanta glória cobriram o Clube Sportive Mindelense. A equipa mais velha (fundada em 1922) e popular de S.Vicente e de toda a Républica de Cabo Verde. Mindelense foi sempre o baluarte e a alma de todo um povo porque me lembro ainda rapazinho quando jogava com qualquer equipa de fora toda a nossa bem amada Ilha de S.Vicente era Mindelense. Nunca me esqueci aquela tarde em que levantamos a cara de todo um povo batendo os Balantas de Mansoa por 4 x 2 após todas as equipas locais todas terem perdido contra. Bem hajas amigo! E continua com essa força que Deus te deu para nos deleitar das tuas "storias" porque com elas lá vais fazendo a noss História. Saúde sempre Abração Bete

Alberto L.Piedade              albertolpeidade@hotmail.com


Comentário:

Zizim nha Bro, Junte ma bô e bôs storia, recordá ê vivê!M'sabê cma bô tem tcheu ricurse desse lissim gordode e Deus ta dobe saúde pa bô podê traze'n ês pa Jornal Liberal que nôs tude ta gostá d'alê. Ubrigada,quê ote palavra más grande m'ca tel grinhassim na boca pam enaltecebe desse iniciativa. Blada é defacto um grande referência desportive de nôs tempe na nôs terra, e quem diz Blada diz tude quel velha guarda que fazê Mindelense, passonde pa esse grande team de nôs afectos que bô pô li na Jornal que tude ês moce que ta merecê um homenaja colective junte de Blada, moda Eduardo Fula, Lela de Raúl, Niclau de Pinga, Tatoche e tude quês ote que fazê gloria de Mindelense e de pove d'Ilha de Monte Cara. Parabens nha broda e bom Astral sempre. Abs Toi

Antonio Bruno            toibruno17@gmail.com


Comentário:

Oi Zizim, Sabe de munde, como sempre , lê bô storia de hoje, homenagem a Blada. Para te dizer a verdade,,,,, eu não me lembro dele, acho que naquela época de Soncente, eu não estava interessada em Futebol,,, pois só conhecia Académica. Mas foi uma homenagem linda, muito a propósito, e muito bem escrita como sempre. É bom demais ver-te animado no nosso site Pracinha de Liceu! Eu estou com saudades, Ha 3 dias que não tenho tido tempo para entrar la, Mas mais tarde vou dar fé, porque tenho perdido muito. Só tive uns minutos e vi os emails, e o Facebook normal, estava cheio de mensagens. Meu horario é fogo nh'irmon! Mas se Deus quizer vai mudar, em Junho, se Deus me der vida e saúde, tudo pode acontecer,,, Ou fico com melhor horário se me derem trabalho. (Ja requeri trabalhar só de manhã, porque voltar á noite, esta cansativo demais, chegar a casa as 9 da noite, depois de 13 anos). A economia aqui esta péssima, como por todo o lado, estão mandadno todos os professores embora, ve só. Eu se não tiver trabalho, aposento-me. Só Deus sabe, Fico feliz de saber que continuas melhorando. Se me aposentar, quem sabe vou passar um tempão em Soncente. Então iremos dar aquele tchlufe na Baía. Ah gostei imenso da foto que aí pusesete. Bijim, ótimo fim de semana Ju

Judith Wahnon                   juwahnon@aol.com


Comentário:


Dear Z.Figueira, Esta grande homenagem ao nosso eterno Blada, digo eterno porque até hoje como todos esses aí nessa execelente foto e tantos outros, ficaram para sempre gravados no mais profundo do meu coração. De lembrar naquelas célebres tardes no Stadium da Fontinha ou Compe de Jogue,algumas lágrimas me vieram aos olhos. Pois como Midelense de gema que sou é um acto normal quando nós nos encontramos em terra alheia ou terra longe. Já recuperei a foto e vou mandar fazê-la em grande com as devidas cores encarnado e branco e com todos os nomes. Nh'irmunzim a tua atitude é sempre nobre quando exortas acertadamente com aprumo e muito bem escrito na nossa lingua caboverdaiana todas essas Figura Mindelenses que sempre fizeram e farão parte integrante da nossa história e dos nossos afectos, embora muitas vezes Heróis Esquecidos por gente que nunca fizeram a minima ideia da importância do quanto o desporto que sempre fez parte da nossa Cultura teve de actuação nas nossas vidas. Por esta via e pelo teu trabalho que sei fazes desinteressadamente, porque te conheço muito bem, "Mucim de Ponta de Praia", ninguém te roubará a vedeta no que diz respeito a Soncente e seu pove porque sempre foste do povo. Grabde e fraterno abraço cá de Sidney-Austrália do teu broda de sempre Terencio

Terencio Lopes              terenciolopes@yahoo.com.au


Comentário:

WONDERFULL!!! Bravo meu irmão Zizim, melhor não podia esperar de ti com esta excelente homenagem ao nosso magnifico Blada cobrindo assim de glória e ao mesmo tempo todos os outros ali na foto. AH, BONS TEMPOS DAQUEL MINDELENSE DE GARRA INVENCÍVEL. Parabens por essa belissima homenagem escrita na nossa lingua cabo-verdiana. Abs Anastácio

Anastácio da CRuz             anastaciodacruz@live.nl


Comentário:

Zè, d facto, esta Equipa foi de serteza a maies GLORIOZA, não sò do Mindelo, como Cabo verde, são nomes destes jogadores que fica para sempre na nossa historia dos Mindenses. Eu lembro de todos eles fomos amigos e colega do Mindelense, daquela Gloriosa, ainda temos o Eduard Fula,Tatoche,Tchau e Djozinha. Dqui vaie quelo abraço amigo Januàrio

Januàrio M.Soares                  jmsoares@casema.nl


Comentário:

Caro irmao das comunidaades, na verdade ",BLADA " foi e podemos considerà-lo, um campeao de legenda. Um atleta, um futebolista exemplar, do nosso glorioso Mindelênse, assim como muitos outros, que se encontram, nesta fotografia, verdadeiro testemunho, deste grande club, de Sao Vicente e de Cabo Verde, que é O MINDELENSE, DOUTROS TEMPOS. Sem desprimôr, a esta nova geraçao, nao posso deixar de sublinhar, a imagem, o orgulho, dizendo mesmo a vaidade, que qualquer futebolista de Sao Vicente ou mesmo de outras ilhas, nao tinham, para vestir a camisola do Mindelense !.... Velhos tempos, que jà là vao, de là de Salina e Pavilhao !...Obrigado, irmao das comunidades. (Um criol na Frânça) !.. Morgadinho !...

Joaquim ALMEIDA                soalmeida@free.fr


Comentário:

Sr.Zizim, A minha mãe toda Mindelense já pediu-me pela terceira vez hoje para ler-lhe a estória. Pois vim a descobrir que ela teve uma paixão platónica por este Sr.Blada que não conheci, mas que muito ouvi falar, e você soube honrar muito bem homenageando-o aqui no Jornal Liberal Online que é o mais lido da na nossa comunidade não só pela frescura das noticias como também pela presença das suas crónicas semanais de que todos se deleitam. O meu pai também era Mindelense e como nasci e cresci naquele bom ambiente patriótico popular claro que também ostento a bandeira Mindelense. Gostei imenso da foto e á medida que anunciava os nomes a mãe me ia explicando quem eram e de que familia pertenciam.Tenho aí em presença dois primos Djunga de Nunninha e Sr Eduardo Fula. Obrigado pela rica homenagem e esperemos que venham mais. Um abraço nosso Suelly

Suelly Fonseca                    suellyfonseca@gmail.com


Comentário:

Zizim, Não sei se sabias que apesar eu ser da Académica o Blada durante muitos anos fora o meu ídolo no meio daquela grande defesa do Mindelense com Eduarddo Fula, Tony de Picarone, Xau, Tola. Ah bons tempos daquela boa e sã rivalidade desportiva entre todos, mas muito em especial Académica do Mindelo e Mindelense. O teu texto na nossa lingua caboverdian está muito bem elaborado. Parabens por tudo e pela homenagem merecida ao melhor defesa de todos os tempos de Cabo Verde BLADA. Um abraço Elisio

Elisio Lima                    elisiolima11@hotmail.com


Comentário:

Djô Figuera, Que mais dizer se concordo plenamente com tudo e todos o que fizeste e aqui disseram os leitores senão confirmar uma homenagem merecida ao indiscutivelmente melhor defesa dum geração possante do Cl.Sp.Mindelense por nome Joaquim da Graça vulgo Blada. Parabens e muito obrigado. Mantenhas do Lili

Larry de Pina                   LPINA1@tampabay.rr.com


Comentário:

Hi, Fiquei mesmo satisfeitíssimo por essa brilhante e digna homenagem prestada ao nosso saudoso amigo commum e grande Midelense Blada. Muito te felicito pela brilhante iniciativa. A tua escrita está perfeita num bom e puro crioulo São Vicentino. Continua e que haja saúde sempre.Grande abraço João

João Vasconcelos             jvasconselos@telenet.be


Comentário:

Zizim, Aqui na nossa Associação todos gostaram desta homenagem. Pois a maioria dos mais idosos são todos Midelenses e souberam apreciar a garnde homenagem que prestaste ao Blada e pela foto que todos guardaram para mandar fazer com recordação daquele grande Mindelense de outrora.Abraços e um beijinho de Yo

Yolanda Dias                  yoldias@aol.com


Comentário:

Caro Zizim Como sempre adorei a tua stória sobre o Blada,que como tu tive o grande prazer de ver jogar futebol. Ele era de facto um jogador fora de série e de uma dedicação fantástica ao seu MInderlense. Lembro-me de ouvir dizer que muitas vezes ele ia jogar sem almoçar. Como tu disseste ele era empregado da Shell e trabalhava nas lanchas que abasteciam de combustível os barcos que nos bons e velhos tempos demandavam o Porto Grande para se rabastecerem. Bastas vezes o tabalho terminava mesmo sobre a hora do começo dos jogos e o pobre Blada para não deixar mal o Clube do seu coração, ia jogar mesmo sem comer. Sabias isto? Recebe um grande abraço do teu amigo Ajveracruz

Antonio J.Veracruz                  ajveracruz@sapo.pt


Comentário:

Olá, Patricio! Apreciei tanto a história de Nicete como também a do BLADA, herói do futebol Mindelense. Fiquei conhecendo mais uma figura de relevo da nossa terra. Foi bom ver a foto, para relembrar personagens e em especial do teu pai todo garboso, como sempre ele se apresentava. Parabéns por fazer-nos reviver Mindelo. Desejamos que continues melhorando. Cuida bem da tua saúde. Abraço dos Barros

Manuela Barros                         m3barros@aol.com


Comentário:

Oi, Zizim! Ainda bem que mantens bem vivas as PESSOAS que tão importantes foram para o nosso CABO VERDE. BRAÇA

Maria Margarida Fragoso               maguyalfama@gmail.com


Comentário:

Zizim Obrigado. Claro que manténs vivas as memórias de gentes que tão importantes são para Cabo Verde a nossa querida terra! Mantenha desde cá do exílio!

Henrique De Pina Cardoso              hpcardoso@mail.telepac.pt


Comentário:

É só para assenar a minha bandeirinha e enviar-te aquele aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaabraço amigo. Um crebe tcheu nha amigue. Du

Deolinda Camões                    ducamoes@hitmail.com


Comentário:

Amigue Zizim, Ubrigada pa tude ês storia que bô tem escrite e ê c'um grande pazer qu'um ta copiás e trasmitis pa tude nôs otes amigue. M' ta esperá que esse saúde ta optima ok. Um grande braça e continuaçon dum bom semana. Jorge

Jorge Chantre                       capry5@hotmail.fr


Comentário:

Meu bom amigo Zizim, Adorei mais esta história cujo relato, como sempre é impecável. Todavia não me julgo capacitada a analizar porque naquele tempo, como diziam que football não era jogo de senhora, as senhoras e senhorinhas também não se interessavam tanto quanto hoje. Fiquei contente em reconhecer nas fotos o Adérito Sena, Zé Figueira (ambos amigos do meu falecido pai Timóteo Antunes), Eduardo Fula, Lela de Raul (ambos do Monte, bairro onde me criei) e Djosinha mnine d'nos casa porque trabalhou com meu pai durante muito tempo. Um rijo abraço com votos de muita saúde, a sempre amiga, Io

Iolanda Fautino                 iolandafaustino@yahoo.com.br

V O L T A R